sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Láaaaa no Ceará

Enquanto no sudeste  as ferrovias, principalmente a MRS, buscam a modernização e padronização da frota com a aquisição de grandes quantidades de locomotivas de maior potência e novas, o nordeste também se aparelha. A diferença é o lapso de tempo, hoje a TNLSA (ferrovia transnordestina) compra locomotivas usadas no exterior como as demais operadoras fizeram no início do concessionamento.
A grande notícia é que devido a esse atraso ao invés de adquirir esses equipamentos apenas no exterior a TNLSA tem a sua disposição máquinas novas e usadas no país, como as G12 da FCA ou as  modernizadas pela Transferro e a locomotiva DH10 Maxxion. Sinal de longa vida as locomotivas da finada RFFSA e da indústria nacional.

"O Porto de Fortaleza, no Ceará, recebeu nesta sexta-feira, 23 de outubro, as locomotivas da Nova Ferrovia Transnordestina, os equipamentos fazem parte de um acordo feito entre a CDC (Companhia Docas do Ceará) e a Transnordestina Logística S.A. As seis unidades, recebidas pelo terminal, fazem parte do primeiro lote; até o fim do ano o sistema portuário cearense receberá mais cinco, totalizando um total de 11 locomotivas que pesarão 2.100 toneladas.


Em um primeiro momento, a carga ficará armazenada no pátio do terminal até o fim dos tramites aduaneiros e sua liberação pela Receita Federal, após este processo as locomotivas serão transportadas até as oficinas da Transnordestina.


Não é a primeira vez que o terminal cearense recebe equipamentos para viabilização da ferrovia. No ano passado, chegaram pelo porto todos os trilhos necessários para a construção do trecho do Ceará da Transnordestina.


A ferrovia fará a ligação entre os Portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco. O projeto representa uma grande empreitada logística que tem a finalidade de ampliar a competitividade da Região Nordeste.


http://www.webtranspo.com.br/aquaviario/23430-locomotivas-desembarcam-em-porto-no-ce


"Hoje, dia 11 de novembro, devem partir de Barra do Piraí para
> Três Rios as locomotivas SD40-2 números 5212, 5237 e 5241, que serão
> carregadas sobre carretas rodoviárias para seguirem até o Ceará, onde serão
> incorporadas à frota da TLSA - Transordestina Logística S. A., trabalhando
> na linha de bitola larga da Nova Transnordestina.
> Provavelmente manterão os atuais númros Sigo, mas com certeza
> receberão indicativos da TLSA num primeiro momento e com o tempo serão
> repintadas com as novas cores.
> A TLSA já tem algumas locomotivas SD40-2 recebidas dos EUA, da
> Burlington Northern Santa Fe, a serem rebitoladas, e provavelmente outras
> chegarão em breve.
> Dificilmente alguém terá condições de fotografar as 3 Macosas a
> caminho pela rodovia, mas fica aqui desde já o registro.
>
> Um abraço,
>
> João Bosco Setti
> Sociedade de Pesquisa para Memória do Trem
> Caixa Postal 3136, Rio de Janeiro, RJ, 20001-970, Brasil
> Site www.trem.org.br
> Reply to trem@trem.org.br "