terça-feira, 2 de outubro de 2012

Pagamento parcelado sem juros no cartão

SuperVia já foi multada pela Agetransp 22 vezes este ano
25/09/2012 - R7
No período de janeiro a setembro de 2012, a Agetransp (Agência Reguladora de Transportes Concedidos) instaurou 22 processos contra a Supervia, empresa responsável pelos trens urbanos do Rio de Janeiro. De acordo com a agência, os principais motivos de investigação são: problemas técnicos na operação e avarias nos trens/rede aérea.
Nos dois últimos anos, a Agetransp aplicou multas de cerca de R$ 2,4 milhões, mas a concessionária só pagou R$ 321.680,00, o que representa 13,3% do total.
A empresa foi inscrita na Dívida Ativa Estadual com o valor de R$ 2.063.474,82. Ainda segundo a agência, a concessionária não entrou com recursos referentes às multas.
Os dados foram divulgados pela Agetransp em um dia especialmente tumultuado para os passageiros dos trens. Nesta terça-feira (25), dois acidentes deixaram um morto e 16 passageiros feridos.
No início da tarde, um homem morreu atropelado por um trem, na estação de São Cristóvão, na zona norte. Segundo a empresa, a vítima tentava atravessar de uma plataforma para a outra dentro do terminal pelos trilhos.
Pela manhã, em Madureira, também na zona norte, 16 passageiros ficaram feridos quando a composição em que estavam bateu na mureta da plataforma.
A Supervia Informou por meio de nota que a empresa aderiu à lei Estadual nº 6.136/2011, que permite o parcelamento das multas em até dezoito meses. A previsão é de as dívidas, que nas contas da concessionária somam R$ 2,3 milhões, sejam pagas até o final de 2013.

Não bastasse a concessionária, em gral não ser multada pelo o governo do estado, quando multada não pagar, ou quando pagar ser de forma parcelada, a supervia conseguiu mais uma benesse, o deboche final: Segundo os termosde ajustes de conduta assinados entre o estado as concession[arias de transportes (metrô, barcas e supervias) os valores das multas recebidas pelas mpress poderão ser declarados como investimentos em melhorias!!!! Isso mesmo se a supervia for multada por causar a morte de um passageiro ela poderá cobrar do estado o valor da multa!
Lembrai-vos o dinheiro do cofre do estado vem de vosso impostos, além de pagar para não ser atendido pelos trens, você pagará a multa também.
É como chamar um taxi que não vai te buscar e além de te cobrar a corrida cobra uma multa por avanço de sinal.