sábado, 14 de junho de 2014

Expedição EFCB Ramal de Angra (Mangaratiba) - 22 de junho de 2014

Olá, amigos e amigas !
É com satisfação que quero através desta mensagem informar e convidar a todos para participarem da expedição pelo trecho do ramal de Angra (Mangaratiba) da Estrada de Ferro Central do Brasil, entre as estações/localidades de Mangaratiba e Muriqui/Itacuruçá.
Este trecho atualmente é utilizado por trens de minério, principalmente, mas já foi utilizado por trens de passageiros até a década de 1980. Trata-se de um dos trechos mais bonitos do país, atravessando belas cidades e bairros, a poucos metros do litoral da Costa Verde Fluminense.
Abaixo postarei alguns detalhes e pontos interessantes que poderão ser vistos, além de possíveis vestígios que poderão ser procurados e encontrados. Acompanhem:

Objetivos da expedição:
Percorrer, conhecer, analisar e descrever as características do percurso da ferrovia;
Promover um encontro amistoso entre os amigos do grupo, com troca de informações, conhecimento e experiências;
Criar uma lista que reúna informações que permitam criar um projeto de implantação no trecho de um trem de passageiros com fins turísticos e/ou transporte intermunicipal de passageiros. Apesar de dificil devido ao tráfego constante de trens de carga e dificuldades impostas pela concessionária, temos o argumento de que o transporte ferroviário pode oferecer uma opção rápida, segura, eficiente e ecológica de acesso à cidades e praias da Costa Verde Fluminense, como existiu há décadas atrás.
Coletar dados através de fotos, vídeos, depoimentos e entrevistas com moradores locais. A linha já foi utilizada para transporte de passageiros e ainda guarda alguns vestígios e ruínas de antigas estações.
Proporcionar um ambiente saudável, de exercício físico e relaxamento mental.

Cronograma:
Ponto de encontro dentro da estação D.Pedro II (Central do Brasil), ao lado do McDonalds, às 07:10. Às 07:45 sairemos em direção ao Terminal Américo Fontenelle, onde embarcaremos em um ônibus da Viação Real Rio em direção à Itaguaí, que saiu às 08:00. Chegando à cidade, conheceremos rapidamente a estação ferroviária e embarcaremos em outro ônibus, desta vez, da Viação Expresso (Mangaratiba), em direção a Mangaratiba, onde iniciaremos nossa caminhada após uma breve refeição/almoço. A previsão é de que caminhemos pelo menos até a localidade de Muriqui, distante aproximadamente 17kms, o que deve levar em torno de 6:30 de caminhada. Caso estejamos adiantados poderemos caminhar até Itacuruçá mais 4 kms à frente, mas acho pouco provável pois a linha está ativa com trens de carga e isso possivelmente nos fará "perder" certo tempo (apreciar um trem nunca é perda de tempo, mas ...), além das diversas paradas, estações e ruínas do caminho, e da agradável paisagem litorânea, que nos tomará tempo com certeza.

Descrição do trecho:
Saindo do Centro de Mangaratiba, os pontos de interesse seriam os seguintes:
Km 0,000: Estação de Mangaratiba;
Km 1,428: Parada Ribeira;
Km 2,686: Trecho de contorno do morro, com via asfaltada, um pouco ermo (mas deve ser muito lindo este trecho !);
Km 3,813: trecho urbanizado;
Km 4,693: Parada Engenheiro Junqueira;
Km 4,872: aparentemente, o leito estaria obstruído !
Km 5,410: Ponte e saída da linha para a Ilha Guaíba;
Km 6,397: Parada Figueiras;
Km 8,015: Estação Ibicuí;
Km 9,568: Parada Praia Brava;
Km 11,273: Ponte;
Km 11,932: Parada Saí;
Km 12,803: pontilhão;
Km 12,872: pontilhão;
Km 13,443: algumas casas;
Km 14,120: fim do trecho ermo;
Km 14,933: Parada Praia Grande;
Km 15,220: início do trecho ermo (parece existir um pontilhão);
Km 16,895: fim do trecho ermo;
Km 17,313: Ponte;
Km 17,628: Estação Muriqui;
Km 18,515: Ponte;
Km 19,112: trecho urbanizado de Itacuruçá
Km 21,727: Estação de Itacuruçá;

Abaixo o trecho entre as estações/localidades de Mangaratiba e Muriqui/Itacuruçá, no Google Earth:

Link para maiores detalhes e confirmação de presença (pode ser confirmado também por e-mail ou no grupo Trilhos do Rio no Facebook):

Link do evento no grupo Trilhos do Rio do Facebook:

Obs.: este roteiro me parece ser bastante interessante, deveremos conhecer um trecho ferroviário incrível !
Vamos que vamos, pessoal !

Atenciosamente,
Eduardo P.Moreira
“DadoDJ”
Administrador Trilhos do Rio