sábado, 6 de julho de 2013

Comunicado Julho-2013: Brasil nas ruas é Brasil com Trilhos?

Trilhos do Rio 3 de jul 
Continuando, quero falar sobre as recentes manifestações e protestos que foram deflagradas no Brasil e também em outros países. Não entrarei em detalhes, pois muitos de nós já estão informados sobre o assunto, mas quero convida-los a ler uma postagem sobre o assunto no Blog Trilhos do Rio (endereço abaixo), vale a pena pela leitura: Link: http://trilhosdorio.blogspot.com.br/2013/06/vem-pra-rua-com-respeito.html Seguindo, e aproveitando que estamos falando sobre o assunto acima, quero também pedir desculpas pela mudança do símbolo (avatar) no perfil do Trilhos do Rio no Facebook. Para quem não sabe ou viu, eu coloquei uma imagem substituindo o tradicional ícone utilizado no fórum, por uma máscara do grupo cibernético Anonymous. Apesar de muitos serem a favor, acredito que tenha cometido uma ação que não é do agrado de todos, e sendo assim, fugi de um dos principais objetivos do grupo, que é o de representar a maioria, sem distinção. Portanto, alterei o “avatar”, retornando ao modelo tradicional e anterior. Mudando de assunto, mas ainda com relação aos protestos e manifestações, e atendendo a diversas sugestões, vejo que está na hora de organizarmos algo do gênero sobre o assunto "Transporte sobre trilhos". Convidarmos nossos amigos, parentes, pesquisadores, historiadores, membros de fóruns e redes sociais, entre outros, para fazermos uma passeata, civilizada, em prol de reinvidicarmos por mais qualidade e diversidade no transporte público do estado. Além, é claro, de pedir por mais transportes sobre trilhos (exporei as principais pautas a serem debatidas e requisitadas mais abaixo), também podemos pedir por modais relacionados, que podem se integrar a Trens, VLTs ou Metrô, como o transporte fluvial e marítimo (barcas ligando o Centro do Rio de Janeiro a São Gonçalo, Magé e Barra da Tijuca, por exemplo). Sabemos de várias linhas ferroviárias, erradicadas, projetadas e/ou mal utilizadas, que poderiam estar transportando pessoas e cargas (onde já não existe transporte cargueiro) e ajudando a descongestionar rodovias, evitar acidentes, e dar mais qualidade de vida à população que se locomove todos os dias nos municípios fluminenses. Estava pensando hoje como poderíamos fazer isso, e lembrei dos dias da Jornada Mundial da Juventude, dias em que foram decretados pontos facultativos/feriados na cidade. E serão dias de muita cobertura jornalística, qualquer protesto será muito divulgado, acredito. O que vocês acham deste roteiro: pensei em caminharmos no trajeto Estação D.Pedro II (Central do Brasil) >> Av.Pres.Vargas >> Av.Francisco Bicalho >> Estação Barão de Mauá, onde terminaríamos o protesto e colocaríamos nossas faixas com recados e pedidos na estação. Outros percursos podem ser sugeridos, de repente com maior visibilidade, mas achei este trajeto significativo. Possivelmente muitas pessoas estarão em viagem, ou viajando naquele dia, então acho que não teria muito impacto no trânsito. Mas mesmo sem este impacto, acredito que chamaremos a atenção. O ideal que penso é que tenhamos no mínimo 200 pessoas participando do movimento, e pelo menos de membros cadastrados no fórum já temos um número superior a este mínimo. Tudo terá que ser muito bem planejado e toda as possibilidades de imprevistos devem ser levadas em consideração, como a presença inoportuna de baderneiros, alheios ao nosso movimento; ou de pessoas mal intencionadas que podem se juntar ao grupo e cometer atos condenáveis. Sei que uma manifestação desse tipo é séria, não é brincadeira ou uma ação “porque está na moda”. É uma maneira ordeira (se tudo der certo), democrática e significativa no sentido de exigirmos ações governamentais e expor nossos desejos e os problemas que podem ser solucionados com determinadas ações. Sobre as metas, objetivos do grupo e pautas a serem expostas e divulgadas neste movimento pacífico pensei nos seguintes: - A volta do "Trem Cacique" (Rio - Campos dos Goytacazes, via Macaé); - A volta do "Barrinha" (Japeri - Barra do Piraí); - Reativação do trem entre Santa Cruz e Itaguaí (futuramente, quem sabe, até Mangaratiba ?); - Reativação da EF Mauá, no mínimo, entre Guia de Pacobaíba e Piabetá, e entre Vila Inhomirim e o Alto da Serra (o ideal é que se alcance o centro de Petrópolis de um lado; e do outro lado, a estação Barão de Mauá, aproveitando o leito do ramal de Saracuruna operado pela Supervia e recentemente erradicado, com a retirada de trilhos de bitola métrica); - Construção da linha 3 do Metro ligando Niterói a Guaxindiba (no mínimo) e Niterói ao Rio de Janeiro, com o túnel sob a Baía de Guanabara e também a sua extensão de linha até o Estácio, passando pela Carioca e Cruz Vermelha; - Construção da "verdadeira" linha 4 do Metrô (Gávea - Jardim Botânico - Laranjeiras) - Reativação de trechos da EF Rio d'Ouro na Baixada Fluminense; - Reativação da linha para Teresópolis, a partir de Guapimirim; - Reativação do trem para Nova Friburgo; - Reativação da EF Maricá, com o traçado original (mais difícil devido à grande ocupação demográfica atual, principalmente no município de Niterói) ou com um traçado alternativo, talvez partindo de Rio Bonito e seguindo em direção a Cabo Frio, como chegou-se a ser projetado e parcialmente construído em uma época antiga; - Reativação e expansão dos bondes de Santa Teresa, com conexão com o futuro VLT do Centro da cidade; - Conclusão do projeto e implementação do VLT de Macaé; Outras pautas poderão ser sugeridas. Levaríamos cartazes com os assuntos expostos e outros de acordo com a possibilidade e preferência de cada um. O que acham dessa idéia e dos detalhes expostos ? Vamos desenvolver essa idéia e debater por e-mail, no Facebook e no fórum ? Aguardo comentários e sugestões. Ah ! Peço que fiquem atentos, principalmente os que costumam participar de nossas expedições pelas ferrovias e linhas abandonadas ou erradicadas do estado do Rio de Janeiro. Nos próximos dias entrarei em contato novamente, provavelmente com a data e cronograma completo de uma expedição que já fiz em 2009 e que considero muito agradável: ir a Guapimirim de trem, e de lá subir a Serra até a localidade da Barreira, onde se encontra o estabelecimento denominado “Rogerio’s Bar”, que preserva algumas peças de acervo histórico-ferroviário, da época que o trem ainda ía até Teresópolis (até 1957). Depois descemos e voltamos no trem para a Central do Brasil, à tarde. Outra expedição que organizaremos em breve é entre o bairro de Tinguá (onde ainda existe a estação desativada da EF Rio d’Ouro, junto à caixa d’água que atendia as “vaporosas”, ou seja, as “Marias-fumaça”) e a represa de Bacurubá (ou ainda Bacurubú ou Boa Esperança). Existiu um ramal ferroviário ligando estas localidades, ambas no município de Nova Iguaçu, mas que foi erradicado há muitíssimo tempo. Como exemplo, um dos pouquíssimos documentos que temos sobre este ramal é do ano de 1917, e já cita o ramal como sem tráfego. Precisamos de autorização da ReBio Tinguá e da CEDAE, autorização esta que já foi pedida e que demora um pouco, por isso ainda não tenho data definida. E outras expedições serão organizadas ainda este ano, mas uma que provavelmente será a mais dificil e cansativa de ser feita vai ser em busca da remota estação de Poço das Antas, no município de Silva Jardim. Um bom planejamento será necessário (já está em andamento), além de outros cuidados. Mas com certeza, estando tudo combinado e planejado, será uma viagem e caminhada inesquecível. Aguardem novidades. Obrigado pela atenção ! Visite o perfil Trilhos do Rio no Facebook: 

www.facebook.com/trilhosdorio Visite o perfil Trilhos do Rio no Twitter: www.twitter.com/trilhosdorio Conheça o canal Trilhos do Rio no Youtube: 
www.youtube.com/trilhosdorio Fórum de debates Trilhos do Rio: www.trilhosdorio.com.br/forum Blog Trilhos do Rio: http://trilhosdorio.blogspot.com Perfil Trilhos do Rio no Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=11868696096380041335 E-mail de contato: administrador@trilhosdorio.com.br Site em breve no ar: www.trilhodorio.com.br