sexta-feira, 5 de março de 2010

Passageiro baleado dentro de trem na Zona Oeste

Uma dona dentro do trem que eu estava mora na vila Kennedy e algumas pobres almas que estavam em Bangú na hora me confirmaram a história.
Porra! Finalmente a imprensa conseguiu escrever algo verdadeiro sobre o subúrbio!
EFCB SUPRIR, SERVIR, BRASIL!

http://parahdiario.blogspot.com

 
POR MARCO ANTONIO CANOSA
Rio - Um passageiro foi baleado dentro de um trem, na Estação Guiolherme da
Silveira, em Padre Miguel, na tarde desta sexta-feira, durante um tiroteio
entre policiais militares de traficantes da favela Vila Vintém. O tráfego de
trens entre as estações de Deodoro e Bangu ficou interrompido por 45 minutos
segundo a Supervia.

Carlos Alberto Noronha de Oliveira, 45 anos, estava em um trem que estava
parado na estação Guilherme da Silveira e não saiu por causa do tiroteio e
foi baleado nas costas. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Albert
Shweitzer, em Realengo e não corre risco de morrer. Passageiros entraram em
pânico.

“Todo mundo se jogou no chão, com medo, e as balas passando. Foi um inferno”
disse por telefone uma passageira.

Segundo a Supervia, de 17h20 até 18h05, a circulação dos trens no ramal
Santa Cruz e das linhas especiais Bangu e Campo Grande circularam da estação
Central do Brasil até Deodoro e de Santa Cruz até Bangu, nos dois sentidos.

Policiais contaram que a operação aconteceu após denúncia anônima para o 14º
BPM (Bangu) de que bandidos se preparavam para deixar a favela e roubar
carros na região. Quando chegaram, os PMs foram recebidos a tiros e uma
equipe teria ficado encurralada. Dezenas de policiais foram ao local, com o
auxílio de dois veículos blindados (caveirão) e houve novo confronto. Os
policiais saíram da favela ao anoitecer, por medida de segurança para a
comunidade. Não houve feridos, prisões ou apreensões.

Pela manhã, cerca de 50 policiais fizeram operação na favela da Coréia, em
Senador Camará. Houve intensa troca de tiros e um homem foi baleado, no
peito. Levado para o Hospital Albert Scharwtz, ele está internado em estado
grave. Com ele foram apreendidos uma pistola, um rádio sacolés de cocaina,
pedras de crack e trouxinhas de maconha.

Moradores da região revelaram que os tiroteios na favela estão acontecendo
desde o inmício da semana. “Essa madrugada foi terrível. Os tiros começaram
por volta das 2h e foram até de manhã. A gente não aguenta mais”, denuncia
uma moradora.