terça-feira, 18 de novembro de 2014

Mapas ferroviários, antes do extermínio, parte I RJ e MG

Máxima extensão das ferrovias no RJ e MG, por Hugo Caramuru

 Notar a densidade de estações ao longo da linha auxiliar

Caros leitores, chega a ser difícil entender o tamanho da destruição do sistema de transportes no Brasil. Uma reação extremamente comum quando estamos realizando o trabalho de arqueologia ferroviária é o "nossa tinha trem aqui?", com os programas de erradicação chegando a cerca de 50 anos agora, a maior parte das testemunhas oculares de centenas de estradas de ferro operando estão morrendo e com elas as memórias destas ferrovias.
Então para facilitar a localização de algumas destas velhas ferrovias e o pouco que sobrou delas vou publicar um conjunto de mapas ferroviários que possuo, da década de 1960 são bem úteis pois mostram a extensão das ferrovias brasileiras imediatamente antes do golpe de 64, antes do governo de Castelo Branco, que iniciou a fase mais agressiva, da erradicação das ferrovias no Brasil.




Se a imagem ainda não chocou, olhem na postagem http://lauaxiliar.blogspot.com.br/2013/03/atlas-historico-e-geografico-do-rj.html, lá é possível ver o que restou na década de 90 que é mais que o dobro do que existe hoje!!!!