quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Desatando o nó

Reportagem sobre a retomada de um planejamento unificado para os transportes, amém, coisa que existia desde os tempos de D.Pedro e os primeiros planos de viação, e tocada pelo GEIPOT até a década da privataria, quando isso deixou de existir. No governo Lula a irracionalidade chegou ao ponto da idéia de se criar um ministério dos portos, mais uma estrutura para servir de cabide de empregos e que mais uma vez ia na contra-mão da integração logística nacional. Como fato negativo, já que nem tudo são flores, está a comemoração pelo jornal neoliberal, da privatização do porto público de vitória, qe deixará de prestar seus serviços as industria capixabas em geral aumentando o monopólio da Vale.