domingo, 20 de dezembro de 2009

Trens que não voltam a circular

Trem que ligava Baixada à Barra do Piraí não volta a circular
POR RICARDO VILLA VERDE, RIO DE JANEIRO
Rio - A volta da circulação do trem de passageiros conhecido como Barrinha, que ligava Japeri, na Baixada Fluminense, a Barra do Piraí, no Sul do estado, foi descartada pelo governo do Estado. As composições que haviam sido reformadas para voltar a circular no trecho serão deslocadas para o ramal de Guapimirim, que será operado pela Supervia. Por isso, os trens já estão tendo as bitolas alteradas.
A informação foi confirmada pelo secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes. "A Supervia está mudando a bitola deles (trens) porque o Barrinha não pôde ser utilizado por causa do transporte de carga da MRS", explicou o secretário.
Segundo Lopes, não havia como dar previsibilidade de horário para circulação do Barrinha, porque o ramal entre Japeri e Barra do Piraí é utilizado extremamente pela MRS para transporte de cargas. "Os trens do Barrinha agora vão servir à população de Guapimirim", explicou o secretário.
A volta do Barrinha aos trilhos chegou a ser anunciada para 2007, mas entraves com a MRS Logística, concessionária do ramal da antiga Central do Brasil desde 1996, impediram o retorno. O trem parou de circular em setembro de 1996, após um grave acidente que causou a morte de 15 pessoas e deixou 60 feridos. Foi a maior tragédia do sistema ferroviário dos últimos 30 anos. O Barrinha, que transportava 90 passageiros, foi atingido a 700 metros da estação de Japeri por um trem de carga que desceu a serra desgovernado. Moradores das cidades atendidas pelo trem protestaram contra a paralisação, mas o Barrinha nunca mais voltou a circular.
http://odia.terra.com.br

O LOBBY das mineradoras trava os projetos de trem de passageiros no Brasil


TREM REFORMADO PARA SER O BARRINHA EM 2004.
AGORA FOI DOADO PARA A SUPERVIA DURANTE O GOVERNO CABRAL PARA COBRIR A FALTA DE MATERIAL CAUSADA POR FALTA DE INVESTIMENTO DA SUPERVIA  MANUTENÇÃO, CONTINUA PARADO ATÉ HOJE ENFERRUJANDO. MALDITOS NEOLIBERAIS!

Apesar de estar em perfeitas condições para rodar, o trem nem mesmo foi transferido para os serviços de bitola métrica da supervia ou para o trem de Itaguaí que diz o estado irá implantar, apesar de não se ver obras nesse sentido. tal como a velha lenda do metrô de Niterói. 

Um bom índice de projetos travados no Brasil o leitor pode conferir através dos links na postagem http://lauaxiliar.blogspot.com/2012/10/eu-quero-acreditar.html , é incrível como com um mínimo de recurso se conseguiria alavancar o transporte ferroviário de passageiros no Brasil.
Porém além do lobby rodoviarista, ainda há o "inimigo interno" nas ferrovias, as grandes mineradoras e as especuladoras financeiras, que querem as pessoas longe dos "seus" trilhos.
O estado do RJ é o maior exemplo de todos, o governo Cabral, desativou mais de 30Km de estradas de ferro de passageiros com a promessa de substituí-las por metrô e ...? Cadê? o que se vê são projetos de corredores de ônibus a torto e a direito e o tal governador voando em helicópteros pagos por mineradoras...
Ligações simples como o projeto Santa Cruz - Itaguaí, ficam esquecidos ou são apresentados com roupagens inviáveis, pois atrapalhariam trens de carga, como o que foi feito com o trem Barrinha.